Que eu adoro aquarela todo mundo sabe, né?
Sempre que eu posto algum desenho feito com aquarela, recebo perguntas sobre os materiais e técnicas que utilizo. Então decidi compartilhar com vocês algumas noções básicas, que serão divididas em alguns posts para não sobrecarregar com muitas informações de uma vez só.

Na minha opinião, começar a usar aquarela é um ato de coragem! rs
Ganhei meu primeiro estojo em 2011 e só usei pela primeira vez em 2014, quando o bichinho já tinha até passado da validade! 😛
Demorei tanto assim porque não sabia por onde começar, o que usar, como usar. Meus primeiros passos foram em uma oficina num curso de férias do Quadrinhos Estúdio, em janeiro de 2014.

Mas vou logo avisando: usar aquarela vai muito do “feeling” da pessoa. Não existem segredos e regras específicas que vão te tornar o melhor aquarelista do mundo. Como qualquer material artístico, existem dicas que nos auxiliam a descobrir esse caminho prazeroso e viciante!

Cada artista tem seus materiais preferidos e essenciais, e eu vou mostrar para vocês os meus. 🙂

  1. Tintas Aquarela (óbvio)DSC_0030Claro que tem que ter as tintas, né?!
    Normalmente as tintas aquarelas são encontradas em tubo (bisnaga) ou pastilha. Como vocês podem ver, eu prefiro em bisnaga. Isso não interfere em resultado nenhum, é uma questão pessoal mesmo.
    Na foto acima você pode ver à direita, as tintas que fizeram parte dos meus primeiros contatos com a aquarela. Elas são da marca Pentel e são ótimas para iniciantes. As de baixo, à esquerda também são da marca Pentel, mas dentro do prazo de validade. Comprei pra ver se tinha alguma diferença dessas que eu estava usando, já que elas estavam vencidas há 3 anos. Não teve diferença nenhuma. 😛
    As do estojinho mais elaborado são da marca Van Gogh. Por serem de uma linha profissional, são bem mais caras que as estudantis da Pentel. Confesso que morro de pena de usar!Como são bem pigmentadas e diluídas em água, as aquarelas rendem muito! Usei meu primeiro estojo por quase 2 anos e algumas cores não estavam nem perto de acabar. Então, se você deseja começar investindo em uma linha mais profissional, pode ir sem medo, porque vai render o suficiente para pagar cada centavinho. Se não, se joga na Pentel que também é sucesso! ;)-
  2. Pincéis redondosDSC_0008Os pincéis redondos (e macios), para mim, são os melhores para utilizar aquarela e também gouache.
    Eles são cônicos e os traços com eles são mais delicados. Já vi algumas pessoas utilizando pincéis chatos também, mas em áreas maiores.Você pode ter um “buquê” enorme de pincéis redondos. Eu, por exemplo, tenho uns 20, mas sempre tem aqueles 3 que são os queridinhos. E também tem aqueles que você esquece no copo com água e eles deformam.
    Se você está começando agora, aconselho que compre 3 ou 4 pincéis, sendo 2 mais finos, 1 médio e 1 médio/grande. Os mais finos, geralmente eu uso os de numeração 0 a 4. Os médios, de 6 a 8, e os maiores de 10 a 12.DSC_0014
  3. Papel para aquarelaDSC_0056Para suportar a aquarela, o papel precisa ser de gramatura alta (acima de 300g). Caso contrário, vai enrugar e criar “bucho”, podendo até rasgar.
    Por isso, o ideal é que sejam papéis próprios para manusear aquarela.
    Eles são mais caros do que os outros utilizados para desenho, mas com certeza vão valorizar mais a pintura.
    Os que eu uso são da linha universitária da Canson. Custam em média 16 reais o bloco com 12 folhas. São facilmente encontrados em papelarias.
    Como quase sempre meus desenhos são pequenos, corto as folhas de acordo com o desenho que vou fazer e então o bloco rende mais.Não sei se vocês conseguem ver na imagem, mas os papéis para aquarela geralmente têm os lados diferentes, sendo um mais texturizado e o outro mais liso.
    Você pode usar os dois lados sem problema nenhum, basta você escolher se quer uma pintura com textura ou não.-
  4. GodêDSC_0060Existem vários tipos de godês. Dos mais caros aos mais baratos. Dos mais simples aos mais elaborados.
    Você pode começar com aqueles redondinhos, que custam mais ou menos 6 reais.O legal de usar o godê, é que além de economizar os pratos da sua mãe, você pode deixar nele suas misturas de cores preferidas. E se tratando de aquarela, não precisa nem lavar com frequência, porque mesmo que a tinta seque, é só passar um pincel molhado que ela tá pronta pra usar novamente.
    Eu só lavo os meus quando estão realmente “intransitáveis” ou quando juntam muita poeira. Faço isso mais ou menos a cada 6 meses.-
  5. Recipientes com águaDSC_0067
    Gosto de usar sempre dois recipientes (copos, xícaras, etc) com água . Um em que eu costumo limpar os pincéis, que findam bem sujos e com uma cor indecifrável; e o outro eu deixo com água limpa, para adicionar às cores que desejo diluir.
    Gosto também de deixar uma garrafinha com água limpa, para trocar sempre que necessário.-
  6. Papel toalhaDSC_0115E por fim, o papel toalha (ou guardanapo), que ajuda a tirar o excesso de tinta e água do pincel e até mesmo do papel. Gosto sempre de ter um rolo por perto. Acho até mais funcional que o paninho, pois absorve mais rápido e seca mais rápido também.

Agora só falta você colocar o pé no acelerador e viajar na aquarela sem medo de ser feliz!
Em breve posto mais dicas!

Qualquer dúvida vocês podem comentar aqui no post que eu respondo. E quem tiver sugestões para os próximos posts também é super válido!

Até a próxima! o/